Conar arquiva pedido para tirar do ar propaganda com Gisele Bündchen

http://ultimainstancia.uol.com.br/conteudo/noticias/53482/conar+arquiva+pedido+para+tirar+do+ar+propaganda+com+gisele+bundchen.shtml

Conar arquiva pedido para tirar do ar propaganda com Gisele Bündchen

Agência Brasil – 14/10/2011 – 10h31

A peça publicitária com a modelo mais bem paga do mundo, a brasileira Gisele Bündchen, ensinando como convencer um homem a atender aos desejos femininos, pode continuar sendo veiculada pelas emissoras de TV.

A decisão foi tomada nesta quinta-feira (13/10) pelo Conar (Conselho de Ética do Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária). Na propaganda, Gisele aparece só de calcinha e sutiã e elogia o “charme da mulher brasileira”.

O Conar rejeitou por unanimidade o pedido de suspensão da peça publicitária e decidiu arquivá-lo. Os membros do conselho de ética acompanharam o voto do relator [aquele que é encarregado de resumir o processo], que considerou os estereótipos presentes na campanha comuns à sociedade e facilmente identificados por ela, não desmerecendo a condição feminina.

Segundo a SPM (Secretaria de Políticas para as Mulheres), desde que foi ao ar pela primeira vez, em 20 de setembro passado, a propaganda de lingerie recebeu reclamações sobre a campanha por reforçar o estereótipo da mulher como objeto sexual e ignorar as conquistas da sociedade contra o sexismo (discriminação baseada no sexo).

Por isso, o comercial da empresa Hope estaria infringindo os artigos 1° e 5° da Constituição Federal, que tratam da dignidade da pessoa humana e da igualdade perante a lei, respectivamente.

Em nota, a SPM informou que o fato de o Conar ter levado a representação a julgamento já representa um importante avanço. Por isso, acata a decisão e não vai recorrer.

No dia 26 de setembro, a ministra-chefe da SPM, Iriny Lopes, enviou ofício para a Hope e uma representação ao Conar para que a propaganda fosse suspensa.

Especial Fenalaw 2011

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

(Spamcheck Enabled)